mardi 24 avril 2012

Sempé e o universo d'ailleurs: que vai além da folha de papel e se torna Arte.

Jean-Jacques Sempé - chamado simplesmente de Sempé-, nasceu em 1932 em Bordeaux

Além de ser o desenhista da série Le Petit Nicolas, na qual trabalhou com Goscinny, em que contam as aventuras e descobertas de Nicolas, um menino que vive nos anos 50, mas que poderia ser qualquer um de nós por causa dos temas abordados.
Sempé fez diversos outros trabalhos, como ilustrações para os jornais The New Yorker, Le Figaro e Le Nouvel Observateur e tem vários livros próprios publicados com suas ilustrações.

A prefeitura de Paris realizou uma exposição de Sempé, no período de 21 de outubro de 2011 a 31 de março deste ano.
Fui a esta exposição numa quarta-feira de março, peguei uma fila de mais de uma hora e quando entrei no Hôtel de Ville toda a espera valeu a pena.

Sempé trabalha com diversos materiais e temas; como diz Marc Lecarpentier, curador da exposição: "Ça n'a rien a avoir avec la caricature, ça na rien a voir avec le journalisme, c'est de l'Art..."

A seguir uma entrevista sobre a exposição "Un peu de Sempé et d'ailleurs" e algumas imagens que são convites para o mundo universal de Sempé.
Esse universo d'ailleurs, que vai além da folha de papel e se torna Arte.

-Profitez-en. (Aproveitem, curtam.)

"Le secret du monsieur Taburin", 2010.




"Sauve qui peut", 1964.

"Inédit", 2011

      "Couverture The New Yorker", Le 12 sept 1983.              "Sentiments distingués", 2007.

Raoul Taburin c'est un marchand de cycles, mais il ne sait pas faire de vélo...





A. Renard.

Aucun commentaire:

Publier un commentaire