mardi 26 mars 2019

Oscillations - Oscilações : filme de Ky Nam Le Duc no Cineclub

Oscillations, filme canadense de Ky Nam Le Duc, de 2017, será exibido no Cineclub Reserva Cultural no próximo domingo: 31 de março 2019.
Oscillations nos traz uma família vítima de exílio e os sentimentos, pensamentos, sofrimentos, vivências e atitudes em decorrência da saída forçada do próprio país. Há também grande reflexão sobre a identidade em um local novo e não desejado. 

Oscillations abre o ciclo Partidas e retornos: Olhares Sobre a Imigração no Mundo Francófono. Mostra há muitos anos organizada pela Aliança Francesa de SP juntamente com o Reserva Cultural e com apoio Consulado Francês, do Institut Francês e da Pain de France.

A apresentação de Oscillations acontecerá no domingo, 31 de março de 2019. Temos un petit déjeuner (café da manhã) das 9h as 10h30 da manhã.
E às 10h30 temos a sessão com Oscillations.
Tudo isso: petit déjeuner + film = R$ 8,00

Os ingressos são vendidos no dia 27 de março de 2019, quarta-feira, à partir do meio-dia, pela internet e na bilheteria do Reserva Cultural.

Desfrute e Prestigie le cinéma francophone.




Bisous,
Angelina.

mercredi 23 janvier 2019

Les Abricots et la France

Les Abricots, damasco, nos revelam uma tradição e um orgulho da França. País que é o segundo maior produtor d'abricot da União Européia.

En France é tradicional le jus d'abricot, suco de damasco:
Também le croissant aux abricots et le croissant avec de la confiture d'abricot (com geléia de damasco) são muito amados e consumidos:

La tarte aux abricots está sempre presente:

E o Sorbet à l'abricot:

Entre outras delícias preparadas com esta fruta linda e muito cheirosa, que também é saboreada ao natural fresca e seca.

Et toi, e você? Tu aimes l'abricot? 😋😋😋

bon appétit!!!
bises.

mardi 22 janvier 2019

Franceses, brasileiros, belgas e as cores

- Bonjour!!!

As cores são as mesmas no mundo todo, sim, é verdade. Entretanto, será que todas as nações interpretam o significado das cores da mesma forma? 

Vamos traballhar um pequeno exemplo, le feu de circulation (o semáforo ou farol) para franceses, brasileiros e belgas.
Le feu de circulation nasceu à gas, em 9 de dezembro de 1868, em Londres. A existência dele foi pequena porque este Feu era acionado por policiais e explodiu ferindo gravemente o funcionário. Em 1912, em Cleveland, Estados Unidos, nasceu o primeiro Feu elétrico, ainda com apenas as cores vermelho e verde. Em 1920, surgiu o primeiro Feu de circulation tricolor, em Michigan. Na França o primeiro Feu, com somente duas cores, foi instalado em 1923; para o aparelho que conhecemos foi preciso mais 10 anos, em 1933 tivemos o primeiro Feu de circulation tricolore en France.

Atualmente, para franceses, brasileiros e belgas o aparelho utilizado como ferramenta de orientação para circulação dos carros é a mesma. Entretanto, quando nos referimos às cores, apesar de serem as mesmas para significar Pare, Alerta e Siga, há diferenças na maneira de trabalhar com elas.

No Brasil dizemos Semáforo ou Farol para denominar este aparelho de circulação. E as cores são denominadas como Verde, Amarelo e Verrmelho.
Para franceses e belgas temos as mesmas cores, entretanto a cor amarela lá é um pouco alaranjada e dizemos Orange, mesmo que, na verdade, temos um amarelo-alaranjado.

A diferença seguinte é entre França e Belgica: nos dois países podemos dizer Feu de Circulation; porém na França outro nome possível é Feu Rouge, enquanto na Belgica dizemos Feu Vert. Este contraste revela como vivemos dentro de visões de mundo. Franceses e belgas olham para o mesmo aparelho e uma nação reforça o vermelho, já a outra o verde.
Outro exemplo, além das cores, é como franceses e brasileiros denominam este pássaro:
Para franceses ele se chama OISEAU-MOUCHE, mouche significa mosca e, neste país, ela é interpretada como símbolo de rapidez. Já no Brasil, exatamente o mesmo pássaro, chama-se BEIJA-FLOR, pois nesta nação no momento de nomear este animal houve um olhar para o ato que ele realiza com as flores. Isto nos mostra e reforça como cada língua é de uma riqueza imponderável, cada língua revela  modos distintos de ver o mesmo mundo e de estruturar o pensamento. Por isso aprender uma língua é infinitamente mais do que estudar gramática.

Agora que fizemos toda esta reflexão, coloco algumas cores em francês, para que todos dirijam com segurança na França e na Bélgica!!! 😍😍😍



Les couleurs:


Les couleurs:




Muitas cores a todos.
Bises.
A. Renard

lundi 21 janvier 2019

Cinema Francês contemporâneo e gratuito na internet: 9ª edição do MyFrenchFilmFestival

Bonjour!!!

De 18 de janeiro a 18 de fevereiro de 2019 podemos assistir, comentar e votar em 28 filmes inéditos (curtas-metragens e longas-metragens) do mundo cinematográfico francês.


MyFrenchFilmFestival é uma experiência muito rica. Somos expostos a filmes franceses que são documentos autênticos da língua e cultura francesa. Só isso já seria extraordinário.
E além disso podemos participar com nossos comentários e votos.

Je vous conseille vivement à participar do MyFrenchFilmFestival .

De 18 de janeiro a 18 de fevereiro MyFrenchFilmFestival. Profitez-en!!!

https://www.myfrenchfilmfestival.com/fr/presentation

https://www.myfrenchfilmfestival.com/pt/


Bises,
Angelina. 

dimanche 2 décembre 2018

Mostra de cinéma "Vive le Cinéma Francês"


O Reserva Cultural juntamente com a Embaixada da França e o Institut Français nos oferecem a primeira mostra de cinéma "Vive le Cinéma Francês" de 06 a 12 de dezembro no Reserva Cultural de São Paulo e de Niterói. 
Momento muito especial com filmes franceses inéditos no Brasil e premiados pela crítica. São onze filmes apresentados durante a Mostra, todas as sessões por R$ 10,00 pois o objetivo é abrir a possibilidade a todos de viver o cinéma français. 

Esta Mostra foi feita pra você. Alors profitez-en (então aproveite)!!!

A seguir o site do Reserva Cultural para sinopses dos filmes e horários:

-Boa Mostra!
Bises. 

lundi 5 novembre 2018

Bon appétit avec Julia Child: para virar qualquer coisa é preciso ter coragem

A alta e simpática Julia Carolyn Child nasceu em 1912, na Califórnia. Ela trabalhou em algumas funções para o governo americano e logo após a Segunda Guerra Júlia casou-se com Paul Cushing Child, membro do Serviço de Relaçoes Exteriores Americanas e artista, um homem muito generoso, sensível e que amava Júlia infinitamente.

Em 1946 Júlia e Paul Child mudam-se para Paris devido ao trabalho de Paul. E, neste momento, Júlia começa a viver a culinária francesa. No caminho de Paris, em Rouen, Júlia tem sua primeira refeição na França a qual Júlia descreve como: "-Uma abertura da alma e do espírito." 

Júlia sempre foi muito corajosa e chegou à Paris sem saber falar francês e sem ideia do que faria lá. Paul a questiona sobre o que ela deseja fazer e ela revela a descoberta da gastronomia francesa.

Com o incentivo incondicional de Paul, Júlia cursa a École Le Cordon Bleu e também torna-se aluna particular do grande Chef Max Bugnard. 

Julia Child começou a cozinhar aos 32 anos de idade, ou seja, sempre é tempo para viver o que é caro para nós.

Com sua dedicação e progressos na culinária francesa Júlia decide explicar para as mulheres americanas a fechada e intrasponível gastronomia francesa. Para que todos possam preparar pratos deliciosos e lindos em casa. Isto trouxe e, até hoje, traz resistência de algumas pessoas. Mas Júlia seguiu e ela popularizou a cozinha francesa para os Estados Unidos e para o mundo. Júlia mostrou que qualquer pessoa, com dedicação, pode cozinhar.

Júlia publicou livros com as receitas francesas em inglês, um trabalho imenso de transformar medidas, explicar processos culinários... e Júlia fez programas muito queridos e  populares de culinária.

Além de todo este trabalho, Júlia doou ao Smith College sua casa, seu escritório e sua cozinha. 

15 de agosto de 2012 seria o aniversário de 100 anos de Júlia, como homenagem o Google fez a imagem a seguir:



Júlia sempre diz a frase "-Ninguém nasce um grande cozinheiro, aprende tentando."

Júlia, com seu jeito autêntico, nos ensina muito mais do que gastronomia. Por exemplo, quando ela prepara uma omelete ao vivo em seu programa de cozinha e na hora de virar a preparação na frigideira uma parte da omelete cai sobre o fogão. Júlia recolhe a omelete caída, a recoloca na frigideira e nos diz: "-Para virar qualquer coisa é preciso ter coragem."

Júlia é uma professora excepcional, nos ensina o amor próprio, ela sempre está com seu colar de pérolas, nos ensina também a generosidade com o próximo e consigo mesmo, a persistência, a gratidão e a alegria. 

A seguir o programa de Júlia preparando a omelete


Em 2006 é lançado o livro Julie & Julia, no qual Julie Powell relata o desafio que impôs a si mesma de preparar todas as receitas do livro de Julia Mastering the Art of French Cooking em 360 dias e comentá-las no blog  http://juliepowell.blogspot.com/

A partir deste livro, em 2009, nasceu o filme Julie & Julia, com Meryl Streep no papel de Julia Child, impossível não se apaixonar por Julia.

A seguir o trailer do filme Julie & Julia:



Também temos o livro Minha vida na França, biografia de Julia feita pelo seu sobrinho, Alex Prud'homme.
Um trecho do livro: "...Tive sorte em me casar com Paul. Ele foi uma grande inspiração, seu entusiasmo por vinho e comida me ajudaram a apurar meu paladar, e ele me incentivou e me ajudou a superar os momentos de desânimo. Minha carreira, sem Paul, jamais teria sido possível."







Que Julia Child te inspire, te motive e alimente teu coração. 

E lembre-se da frase de Júlia: "-Não se lamente e tenha coragem."


Bisous,
Angelina.

dimanche 4 novembre 2018

Heure d'été en France - Horário de verão

Hoje, 4 de novembro de 2018, no Brasil começa o Horário de Verão.

Le Changement d'Heure (mudança de horário) acontece, com datas diferentes de início e de fim, em diversos países pelo mundo.

Na França, como no Brasil, acontece grande questionamento se l'Heure d'été et l'Heure d'hiver (Horário de verão e de inverno) teriam realmente um impacto na economia de energia e melhoriam a qualidade de vida de todos os seres vivos. O Parlamento Europeu discute este tema e talvez, em breve, os países da União Européia possam decidir se desejam continuar ou não com o Changement d'heure, ainda há etapas até chegarmos à uma conclusão.

Le Changement d'heure foi evocado pela primeira vez em 1784 por Benjamin Franklin no jornal francês Journal de Paris, com o objetivo de economizar energia.

A primeira vez que a França instaurou le Changement d'heure foi em 1917.

Quando tivemos a Ocupação alemã tudo foi alterado. Momento histórico terrível.

Somente em 1976, em decorrência do Choque do Petróleo de 1973, voltamos a instaurar l'Heure d'été e l'Heure d'hiver para economia de energia.

Na França, e em todos os outros 27 países da União Européia, l'Heure d'Été inicia-se no último domingo de março e l'Heure d'hiver começa no último domingo de outubro.
       

A seguir um vidéo do extraordinário "1 jour, 1 question" sobre Le Changement d'heure:


-Quelle heure est-il ?  (-Que horas são?)


 
                                                                                                                                                   
bises,
Angelina.